Saiba tudo sobre capitação de investimentos

Tempo de leitura: 6 minutos

No dinâmico ambiente das startups, um dos maiores desafios para transformar ideias brilhantes em inovações de mercado é a captação de investimentos.

Além disso, a captação de investimentos para o desenvolvimento de novos serviços e produtos deve estar de acordo com o momento da companhia, ou seja, o ciclo de vida da empresa. Confira abaixo.

Fases da empresa para captação de investimentos

  • Desenvolvimento
  • Introdução
  • Crescimento
  • Maturidade
  • Declínio

Na fase de Desenvolvimento, a captação é direcionada para as atividades de  prototipação  MVPMinimum Value Product, documentação, estruturação física, pesquisas de mercado e elaboração do plano de negócios.

A Introdução é a etapa onde o produto ou serviço é introduzido no mercado, atendendo as necessidades e sendo validado pelos clientes.

Na etapa de Crescimento, o produto validado precisa ganhar mais clientes e começar a trazer alguma lucratividade para o negócio. 

Nesse momento, também ocorrem a Tração, que é a compreensão dos canais de crescimento, a Escala e o Growth, utilizados para potencializar e acelerar as vendas e as entregas do seu negócio.

No estágio de Amadurecimento, a captação de investimentos tem o foco nas atividades para a estruturação do negócio, na elaboração e revisão do planejamento estratégico e no desenvolvimento das competências necessárias no time. 

Nesse sentido, as características da captação de investimentos, assim como o perfil dos investidores, pode variar bastante para atender a cada um dos estágios e grupos destas necessidades.

Entenda como são as diferentes formas e fontes de captação de investimentos para as empresas do tipo startups, de acordo com seu estágio de amadurecimento.

Principais tipos e fontes de captação de investimentos em startups

  • Pré-seed
  • Seed
  • Série A
  • Série B
  • Série C
  • IPO (Initial Public Offer)

Pré-seed

Neste momento, o time das startups está totalmente envolvido em materializar o que foi planejado no plano de negócios e, efetivamente, iniciando as operações.

Apesar das despesas começarem a aumentar, (a ideia) o negócio ainda não é capaz de gerar receitas e remunerar todos os envolvidos.

Por isso, tipicamente, a captação de investimentos para a pré-seed é conhecida como FFF  (family, friends, fools) e os investidores nesta etapa são pessoas conhecidas, amigos e demais familiares que não necessariamente têm uma necessidade de remuneração.

Seed

A captação de investimentos para a próxima fase Seed (semente) é fundamental para o deslanche do negócio. 

Como as despesas começam a aumentar ainda mais com o início das operações para validar o produto, a necessidade de capital é constante e sua falta pode fazer todo o negócio ir por água abaixo.

E um dos maiores desafios para esta captação de investimentos é a incerteza quanto ao sucesso do modelo do negócio e sua monetização, pois o MVP ainda pode não estar 100% aprovado.

Dessa forma, o “Seed Capital” é necessário para viabilizar o início do negócio e financiar os custos de sua implantação e operação inicial.

Assim, as principais fontes para captação de investimentos nesta fase são:

  • Crowfundig
  • Investidores Anjo
  • Fundos de Risco

Série A

Nesse momento, o modelo de negócio da startup já começa a tomar forma e gerar resultados mais significativos, validando a ideia inicial.

Já existe uma maior base de clientes que geram uma receita consolidada, porém é necessário implementar ações para potencializar o crescimento do negócio, caso contrário a empresa pode não conseguir crescer e se desenvolver.

Assim, como os custos estão ficando cada vez maiores, a busca agora é por investidores de grande porte, muitas vezes estrangeiros e capazes de fazer os investimentos necessários para a tração do negócio.

Tipicamente, a captação de investimentos para a Série A é proveniente de Investidores Anjo e Fundos de Venture Capital. É comum contar com um grande investidor “âncora” para atrair novos investimentos.

Série B

A captação de investimentos chamada Série B é similar à anterior (Série A) e tem o objetivo de financiar o crescimento da startup, que já tem suas operações e produtos validados. 

Além disso, a empresa já está mais valorizada e, inclusive, é comum serem compradas por grandes capitalistas.

A Série B contempla investimentos para aumentar a participação de mercado da companhia, construir novas instalações, formar e treinar novos times, dentre outras estratégias.

As principais fontes de captação de investimentos nesta etapa são os investidores de risco e os fundos Venture Capital.

Série C

A Série C contempla recursos captados de Fundos de Hedge, Empresas de Private Equity, Bancos de Investimentos e Fundos Venture Capital.

Neste estágio, a startup já atestou sua operação e consegue atrair investidores que desejam lucrar com sua expansão, novos produtos e serviços. 

Os riscos de perder dinheiro são bem menores e a possibilidade de abertura de capital (IPO) é um cenário motivador para novas rodadas de captação de investimentos.

Série D

As empresas que chegam nesta fase de captação de investimentos são quase unicórnios (valuation superior a US$ 1 bilhão) e, na maioria das vezes, já atingiram um modelo de negócios escalável e lucrativo.

Entretanto, para crescer ainda mais, adquirir novas tecnologias, comprar outra empresa, maximizar seu valor para uma eventual venda, ou abrir o capital, precisam de mais recursos.

Logo, as cifras investidas podem chegar a 10 dígitos! E os investidores potenciais são Bancos, Empresas de Private Equity, Fundos de Hedge e de Venture Capital.

IPO

O IPO (Initial Public Offer – Oferta Pública Inicial, em português) é um dos estágios finais das rodadas de captação de investimentos, onde a empresa decide vender ações do negócio para o público.

Pode ser uma forma de captação de investimentos ou uma forma dos sócios saírem do negócio, vendendo sua participação para o mercado.

Procure orientação para a captação de investimentos na sua startup

Em conclusão, o processo de captação de investimentos para uma startup precisa estar de acordo com os diferentes momentos do negócio e, por esta razão, ser um pouco mais complexo de ser viabilizado.

Conte com a experiência do nosso time de especialistas para te orientar em todos os passos na captação de investimentos para o seu negócio.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *