Ciclo de OKR: entenda o que é e como aplicar no seu negócio

Ciclo de OKR: entenda o que é e como aplicar no seu negócio

Tempo de leitura: 5 minutos

Dentre as diversas ferramentas utilizadas para a execução estratégica, o ciclo de OKR é uma das mais eficazes formas para transformar o planejamento estratégico do seu negócio em objetivos e iniciativas acompanhadas pelo time.

Entretanto, antes de aprofundar o conteúdo de hoje sobre o ciclo de OKR, vamos conhecer mais sobre esta importante ferramenta para a implementação das ações definidas pela sua estratégia de negócios.

O que significa e como funciona o ciclo de OKR?

O que significa e como funciona o ciclo de OKR?​

Em primeiro lugar, a sigla OKR que dizer: objectives and key-results, ou seja, objetivos e resultados-chave, em português. Nesse sentido, o ciclo de OKR tem relação com a duração e as etapas de aplicação desta metodologia.

Normalmente, o ciclo de OKR é trimestral e inclui 3 fases principais:

  1. Planejamento dos objetivos 
  2. Monitoramento das ações
  3. Avaliação dos resultados

Os OKRs são usados como uma ferramenta de planejamento macro, focada em médio e longo prazo e com a definição de objetivos, resultados-chave e iniciativas necessárias. 

Assim, um OKR representa um OBJETIVO, ou seja, para onde se deseja ir, o que se quer atingir, e também os resultados-chave (key results) que devem ser alcançados para se chegar ao objetivo estabelecido.

A partir da definição dos objetivos, implementam-se as ações necessárias e os resultados chave (que por sua vez são medidos por indicadores KPI). 

As iniciativas são todo o conjunto de ações e planos executados para que os resultados-chave sejam atingidos.

Em síntese, o foco dos OKRs é buscar a realização dos objetivos de longo prazo definidos, distribuindo-os e organizados junto às equipes de trabalho, monitorando periodicamente sua evolução nessa direção.

Como aplicar a gestão do ciclo de OKR na sua empresa?

Como aplicar a gestão do ciclo de OKR na sua empresa?​

Como cada negócio é diferente um do outro, você pode começar a aplicar o OKR na sua empresa através do seu plano estratégico e dos seus objetivos de longo prazo. 

Tipicamente, o ciclo de OKR é elaborado considerando duas temporalidades: três meses e um ano.

Para as empresas, seus OKRs são criados para o período de 1 ano e vão direcionar os esforços da organização para seu cumprimento durante este período.

No caso dos objetivos e resultados-chave do time, eles são mais táticos e podem estar sujeitos a mudanças com maior frequência. Por isso, a trimestralidade faz mais sentido na sua execução estratégica.

Fases do ciclo de OKR

A primeira fase do ciclo de OKR pressupõe a definição do objetivo macro e a sua quebra em resultados-chave e iniciativas trimestrais e intermediárias.

Para a definição dos objetivos, você pode utilizar a metodologia S.M.A.R.T. para assegurar que eles contemplem as seguintes condições:

S – Specific (específico e explícito)

M – Measurable (mensurável e quantitativo)

A – Attainable (alcançável e realista)

R – Relevant (relevante e validado)

T – Time based (temporal, com prazo)

Dica: comece pensando de trás para frente. Se posicione como se já estivesse no seu destino e olhe para trás pensando no que deveria ter feito e conseguido para chegar lá. Esses serão seus OKRs.

A segunda fase da metodologia de objetivos e resultados-chave inclui a implementação das iniciativas trimestrais e o seu monitoramento contínuo (execução estratégica) com o time.

Neste momento, é imprescindível que todos estejam a par dos objetivos e resultados-chave e engajados na sua concretização, conforme a estratégia definida para o negócio.

Dica: Promova o desenvolvimento da autonomia e das iniciativas inovadoras do seu time, fomente a liderança participativa, delegando tarefas e responsabilidades. 

Além disso, defina métricas e KPIs para serem monitorados durante a execução estratégica e validar a conclusão de cada objetivo.

Por último, a fase três do ciclo de OKR inclui a avaliação dos resultados alcançados, através da observação dos indicadores KPI (key performance indicator, ou indicador chave de desempenho, em português) definidos para cada objetivo.

Há mais coisas por trás, mas o básico é ter clareza nos objetivos e como fazer para atingi-los.

Dica: os objetivos e resultados-chave podem ser revisados em ciclos menores (3 meses) do que o planejamento estratégico e devem fazer a ponte entre o que você quer (resultado) e como vai chegar lá (execução estratégica).

Quais principais benefícios da utilização dos objetivos e resultados-chave?

Quais principais benefícios da utilização dos objetivos e resultados-chave?​

A princípio, as maiores vantagens do ciclo de OKR são a possibilidade de aumentar (e concentrar) o foco naquilo que realmente importa para o seu negócio.

Outro benefício é proporcionar maior comunicação e transparência das estratégias, objetivos e metas para toda a equipe e, consequentemente, gerar maior engajamento do time com a execução estratégica da empresa.

Nesse sentido, o ciclo de OKR permite ainda o maior alinhamento estratégico da organização e em consonância com os seus valores, missão e visão de negócio, facilitando que todos caminhem juntos na mesma direção.

Por fim, conforme definidos em seu planejamento estratégico, empresas possuem valores, missão e visão. 

Entretanto, muitas vezes eles podem acabar sendo confundidos uns com os outros, dificultando seu entendimento pelos colaboradores e a sua aplicação na estrutura organizacional da organização.

Dessa forma, nossa última dica para a gestão do ciclo de OKR é transformar a missão e a visão do seu negócio em um único objetivo final macro, definindo o que realmente é importante para a organização e servindo como referência para todos os demais objetivos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *