3 dinâmicas da estrutura organizacional: quais são e como funcionam?

3 dinâmicas da estrutura organizacional: quais são e como funcionam?

Tempo de leitura: 6 minutos

O trabalho de estruturação de empresas é composto basicamente pela atuação em 3 dinâmicas da estrutura organizacional, interdependentes e alinhadas com o planejamento estratégico da organização.

Dessa forma, as 3 dinâmicas da estrutura organizacional devem levar em conta o contexto e o momento de cada empresa, do modelo do negócio e da estrutura de gestão que executará o modelo do negócio definido.

Assim, nosso post de hoje vai apresentar para você todos os detalhes das 3 dinâmicas da estrutura organizacional, que devem estar alinhadas entre si, e de acordo com os objetivos definidos para a execução estratégica do seu negócio.

Quais são as 3 dinâmicas da estrutura organizacional?

  1. Dinâmica de desenvolvimento da estrutura da empresa
  2. Dinâmica das pessoas (competências, habilidades e atitudes – C.H.A.)
  3. Dinâmica da combinação das características do C.H.A. com o modelo de negócios

A primeira dinâmica de estruturação de empresas inclui três frentes de atuação: definição das estratégias, definição do modelo (dinâmica que entrega a proposta de valor diferencial de mercado) e a estrutura de gestão de pessoas do negócio.

A segunda dinâmica do trabalho de estruturação de empresas envolve as pessoas.

Esta fase das 3 dinâmicas da estrutura organizacional aborda três aspectos já bastante conhecidos de uma metodologia bastante conhecida no meio empresarial como o C.H.A.

  • Conhecimento (teoria)
  • Habilidade (prática / experiência)
  • Atitude (vontade / comportamento)

Por fim, a terceira dinâmica do trabalho de estruturação de empresas é o momento de combinação das necessidades de desenvolvimento do negócio com as características das pessoas (C.H.A.).

Na verdade, trata-se das práticas de gestão, que possibilitam desenvolver o modelo e a estratégia de valor para o negócio e que é o papel que precisa ser exercido pelo gestor diariamente.

Como implementar as 3 dinâmicas da estrutura organizacional no seu negócio

3.Dinâmica de desenvolvimento da estrutura da empresa

Em conformidade com as estratégias definidas, o modelo do negócio e a estrutura de gestão (incluindo as práticas de gestão de pessoas e operacional), são fundamentais para o desenvolvimento da empresa e devem ser organizadas pelos gestores.

Assim, a liderança deve participar ativamente das 3 dinâmicas da estrutura organizacional planejando, definindo, organizando e monitorando os processos que são realizados na empresa. Basicamente, o que deve ser feito na operação do negócio.

E este ciclo é contínuo e aprimorado com a prática do dia a dia. Toda esta fase está estruturada:

  • Na definição das atividades, processos, ações e rotinas
  • Na decisão de quem faz o quê
  • No estabelecimento de métricas de controle

Definição das atividades, processos, ações e rotinas daquele negócio, ou seja, como tudo vai funcionar.

Dica: o gestor precisa se fazer presente para verificar novas oportunidades e ações adicionais (de correção) ao processo definido.

Definir quem faz o quê e estabelecer as funções e as responsabilidades (do ocupante) de cada posição (cadeira).

Neste momento, é fundamental promover e realizar interações entre os diversos cargos do time, para esclarecer os papéis de cada um na dinâmica do negócio.

Deve-se realizar o acompanhamento de como as atividades estão sendo feitas por cada pessoa, observando o C.H.A. de cada indivíduo em sua respectiva “cadeira”.

Dica: a fim de alinhar os procedimentos e planos de ação, recomenda-se promover encontros entre Sócio x Gestor, Gestor x Gestor e Gestor x Equipe.

Estabelecer métricas e controle dos resultados das atividades definidas para checar o quanto e como elas estão acontecendo.

A definição e o acompanhamento de métricas de controle em todas as dinâmicas do negócio – atendimento, operacional, marketing, tecnologia dentre outras, ajuda a identificar eventuais gaps de produtividade (volume x ritmo).

Logo, facilita identificar e realizar os ajustes necessários nas ações estabelecidas.

Assim como, as visitas constantes aos processos realizados, retroalimentam o sistema e possibilitam obter feedbacks e propostas de melhorias para o desenvolvimento do negócio como um todo.

Além de possibilitar acionar mais rapidamente o gatilho para as ações corretivas necessárias.

Dica: utilize a metodologia ágil S.M.A.R.T para a definição das metas e objetivos mais consistentes.

2.Dinâmica das pessoas (competências, habilidades e atitudes – C.H.A.)

A segunda das 3 dinâmicas da estrutura organizacional é a da gestão de pessoas.

Trata da identificação, da motivação e do acompanhamento pelo gestor, das forças a serem maximizadas e dos desafios a serem trabalhados nas características técnicas e comportamentais dos membros do time.

Nesse sentido, possibilita que o colaborador busque a evolução do seu desenvolvimento e um maior alinhamento com os requisitos da posição que ocupa (cadeira).

O conhecimento é adquirido através de estudos teóricos e desenvolvimento técnico sobre o assunto.

A habilidade está relacionada com a capacidade de realizar tal atividade e a experiência adquirida com o tempo de realização e vivência nesta atividade.

Pode-se categorizar os níveis de experiência em três momentos diferentes:

  1. Experiência de 1 ano ou próxima a 12 meses = baixo domínio das atividades
  2. Experiência próxima a 3 anos = consolidação das habilidades naquela função
  3. Experiência de 5 ou mais anos = eficácia nos processos e domínio total da gestão

A atitude está relacionada ao comportamento e às características dos indivíduos, fatores mais difíceis de serem alterados.

E, por isso, podem representar um limite para o crescimento profissional, tanto do gestor, como dos demais colaboradores.

Por isso, é comum no mercado, encontrar casos em que colaboradores foram contratados pelas suas habilidades (H) mas foram demitidos pelas suas atitudes (A).

3.Dinâmica da combinação das características do C.H.A. com o modelo de negócios

Ao mesclar o ciclo de desenvolvimento da estrutura da empresa com o processo da gestão de pessoas, temos exatamente o papel do gestor, que é: desenvolver a empresa a partir da dinâmica com as cadeiras e desenvolver as cadeiras a partir da dinâmica com as pessoas.

Este mix é o papel do gestor eficaz e deve ser exercido direta e diariamente pelo mesmo.

Não pela cobrança e lembrança, a cada minuto, do que deve ser realizado e sim, pela dinâmica do acompanhamento popularmente conhecido como “ombro a ombro”, através do monitoramento e facilitação.

O líder atua no backstage acompanhando as conexões das ações, verificando e retroalimentando a melhoria nas atividades, na medida em que observa o desenvolvimento das pessoas em cada “cadeira” (posição).

Da mesma forma, verifica as métricas para acompanhar a evolução individual e da empresa como um todo.

Desenvolva as 3 dinâmicas da estrutura organizacional para o sucesso da sua empresa

Em todo negócio, os cargos e as pessoas são indissociáveis e devem ser tratados em conjunto. Não há como tratar de gente na parte da manhã e das estratégias (de negócio) à tarde.

E você, está preparado para aplicar as 3 dinâmicas da estrutura organizacional? Converse conosco e saiba como podemos ajudá-lo a maximizar seus resultados com melhores estratégias de gestão de pessoas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *